24.7 C
Mossoró
domingo, 21 de abril, 2024
Por Vonúvio Praxedes
domingo; 21 abril - 2024

Dez cidades decisivas na eleição em 2026

São municípios que os partidos e suas principais lideranças estão jogando todas as suas forças, para eleger prefeitos e bancadas de vereadores em 2024

PUBLICIDADEspot_img

*Por Sávio Hackradt / Jornal Agora RN

Os dados estatísticos do eleitorado no Rio Grande do Norte, até fevereiro deste ano, indicam que o estado tem 2.589.910 eleitores distribuídos nos 167 municípios. No entanto, ocorre uma forte concentração da população eleitoral em dez cidades, que reúnem 1.170.890 eleitores, tendo quase 50% do eleitorado potiguar. É nessas cidades, nas suas eleições municipais deste ano, que se começa a montar o tabuleiro do xadrez para as eleições de governador e senadores em 2026.

Natal lidera as dez cidades, com 580.908 eleitores (22,4%), seguida por Mossoró com 184.078 (7,1%), Parnamirim com 139.631 (5,4%), São Gonçalo do Amarante com 74.005 (2,9%); Ceará-Mirim com 57.541 (2,2%), Macaíba com 53.323 (2%), Assu com 44.752 (1,7%), Caicó com 44.619 (1,7%), São José de Mipibu com 33.878 (1,3%) e Currais Novos com 32.155 (1,2%). Faltou muito pouco para Mossoró alcançar os 200 mil eleitores e ter segundo turno, o que possivelmente vai acontecer na eleição municipal de 2028. É nessas dez cidades que os partidos e suas principais lideranças estão jogando todas as suas forças, para eleger prefeitos e bancadas de vereadores em 2024, com os olhos também em 2026.

O PT, que governa o estado com a professora Fátima Bezerra, tem a deputada federal Natália Bonavides como candidata a prefeita de Natal. Em Mossoró, faz movimentos de aproximação com a ex-governadora Rosalba Ciarlini, para enfrentar o atual prefeito Alysson Bezerra, candidato à reeleição. **A Deputada Estadual Isolda Dantas foi lançada pelo diretório local como pré-candidata a Prefeita apoiada pela Federação Brasil da Esperança.

Em São Gonçalo do Amarante este partido quer a reeleição do prefeito Eraldo Paiva (PT) e também quer fazer o sucessor do prefeito de Currais Novos, Odon Filho (PT).

O PL, do senador Rogério Marinho, faz movimentos ousados nas dez maiores cidades, no tabuleiro do xadrez político. O senador bolsonarista, pensando na sua candidatura ao governo do estado em 2026, atropelou seus companheiros de partido e lançou o deputado federal Paulinho Freire (União Brasil) como seu candidato a prefeito em Natal.

Em Mossoró, Rogério Marinho acreditou que iria indicar o vice do atual prefeito Allysson Bezerra (União Brasil), candidato muito forte à reeleição, mas deu com os burros n’água. Alysson, que sonha também em ser candidato a governador, quer um vice de sua total confiança, e não alguém indicado por Rogério, que seria uma trava no seu sonho. **Na sexta-feira (22) o PL lançou o empresário e ex-vereador Genivan Vale como pré-candidato a Prefeito de Mossoró.

Em Macaíba, o prefeito Emidio Junior é do PL e parece que caminha para uma reeleição tranquila, segundo as últimas pesquisas. Rogério ainda quer a influência de Parnamirim, a única cidade bolsonarista do RN, apoiando o candidato a prefeito do atual prefeito Taveira.

O PSD, da senadora Zenaide Maia e dos ex-prefeitos Jaime Calado e Carlos Eduardo, lidera todas as pesquisas em Natal, maior eleitorado do estado, em São Gonçalo do Amarante, quarto maior eleitorado, e em Ceará-Mirim, quinto maior colégio eleitoral. Em Mossoró o PSD fez aliança com o atual prefeito Alysson Bezerra.

O PP, do deputado federal João Maia, é um cartório que ele carrega debaixo do braço, para se reeleger mais uma vez e em 2026 pode apoiar qualquer candidato ou candidata.

Já o atual prefeito de Natal, Álvaro Dias, ainda sem candidato à sua sucessão, quer influenciar em Caicó com a candidatura do filho, deputado Adjuto Dias, que quer deixar o MDB e não conseguiu até agora o aval do ex-senador Garibaldi Alves e nem do vice-governador Walter Alves. Álvaro quer ser candidato a governador em 2026, mas até aqui não conseguiu firmar uma base política sólida.

O PT não sabe ainda o que fazer e tudo vai depender da decisão que o presidente Lula tomar em Brasília, em relação ao partido no Rio Grande do Norte. O PSD não tem ainda candidato a governador. O União Brasil pode ter o atual prefeito de Mossoró, Alysson Bezerra, como candidato a governador. O MDB sonha com a renúncia de Fátima Bezerra para ser candidata ao senado, e o vice-governador Walter Alves (MDB) ser candidato ao governo do estado, sentado na principal cadeira do poder.

O PSDB, do presidente da assembleia legislativa, Ezequiel Ferreira de Sousa, sonha com tudo e pode ficar sem nada, porque é um partido camaleônico, misturado no governo do estado e na oposição.

De fato, hoje, só o PL do senador Rogério Marinho tem uma posição clara em relação a 2026, com candidato a governador.

**Informações acrescentadas pelo blog Diário Político.

*Sávio Hackradt é jornalista e consultor político

PUBLICIDADEspot_img

Deixe uma resposta

ÚLTIMAS NOTÍCIAS