33 C
Mossoró
segunda-feira, 15 de abril, 2024
Por Vonúvio Praxedes
segunda-feira; 15 abril - 2024

Oito acusados de corrupção na Operação Anarriê são absolvidos pela justiça

A Operação Anarriê chegou a cumprir mandados de busca, apreensão e prisões em 2016

PUBLICIDADEspot_img

Via blog Saulo Vale

A Justiça estadual absolveu todos os envolvidos na Operação Anarriê, deflagrada pelo Ministério Público do RN em 2016, com objetivo de investigar suposto desvio de dinheiro público nas edições de 2013 e 2014 do Mossoró Cidade Junina.

Foram absolvidos Gustavo Rosado (ex-secretário de Cultura), Riomar Mendes Rodrigues, Clezia da Rocha Barreto, Tacio Sergio Garcia de Oliveira, Maria de Fátima Oliveira Gondim Garcia, Kassia Mayara Cavalcante, Kelly Tandrianny de Souza Ramos e José Cleber Ferreira da Silva.

Eles foram acusados pelo MP de organização criminosa, corrupção ativa e passiva, formação de quadrilha, fraude à licitação e peculato, para execução do São João de Mossoró de 2013 e 2014, que teria resultado, segundo o MP, em desvios de pouco mais de R$ 2 milhões.

A banca de juízes acatou integralmente os argumentos da defesa, uma vez que “não constam provas suficientes demonstrando as participações dos acusados em organização criminosa” e elencou ponto a ponto cada acusação e réu, absolvendo-os.

A decisão, de 79 páginas, foi proferida pelas juízas Ana Cláudia Secundo da Luz e Lemos, Tatiana Socolosi Perazzo Paz de Melo e Maria Nivalda Neco Torquato Lopes.

Histórico

A Operação Anarriê chegou a cumprir mandados de busca, apreensão e prisões em 2016.

Gustavo Rosado, ex-secretário de Cultura, e Fátima Gondim chegaram a ficar detidos por cinco dias. A medida também incluía o empresário Tácio Garcia, da Gondim e Garcia Produções, que só não foi preso porque passou mal ao receber a polícia em sua casa.

Confira a sentença judicial AQUI.

PUBLICIDADEspot_img

Deixe uma resposta

ÚLTIMAS NOTÍCIAS