33 C
Mossoró
segunda-feira, 15 de abril, 2024
Por Vonúvio Praxedes
segunda-feira; 15 abril - 2024

Governo do RN rejeita contraproposta de professores; greve dever continuar

Uma nova assembleia será realizada nesta quarta-feira (12), no clube Albatroz, perto da Praça Cívica em Natal

PUBLICIDADEspot_img

O Governo do Rio Grande do Norte informou nessa terça-feira (11/04) que a contraproposta para reajuste salarial apresentada por professores grevistas foi rejeitada pela gestão estadual.

A categoria, que está em greve desde 7 de março, cobra reajuste salarial de 14,95%. Em assembleia no último dia 4 de abril, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinte-RN) propôs ao governo que o pagamento seja feito em no máximo três parcelas até setembro. Além disso, a categoria exige que o retroativo a janeiro seja pago ainda dentro de 2023.

Uma nova assembleia será realizada nesta quarta-feira (12), no clube Albatroz, perto da Praça Cívica em Natal.

Ontem, a categoria fez um protesto nas imediações do shopping Midway Mall e depois saiu em caminhada até a Governadoria, em Natal. O “não” do governo foi recebido através de um ofício. A última proposta do governo foi apresentada em 28 de março.

O governo propõe pagar o reajuste de maneira fracionada ao longo de 2023. A primeira parcela, de 7,21%, seria paga em maio; depois 3,61% em setembro; e 3,49% em novembro.

Quanto ao retroativo, a proposta segue sendo pagar em oito parcelas em 2024.

Independentemente de a categoria aceitar a proposta, o governo informou que, já no próximo sábado 15, na folha de abril (que entra antecipadamente para os professores), vai corrigir os salários dos educadores de modo que ninguém receba abaixo do novo piso salarial, definido pelo Ministério da Educação em R$ 4.420,55.

PUBLICIDADEspot_img

Deixe uma resposta

ÚLTIMAS NOTÍCIAS