25 C
Mossoró
sábado, 20 de julho, 2024
Por Vonúvio Praxedes
sábado; 20 julho - 2024

As composições políticas nas maiores cidades do RN

Neste ano de 2024 muita gente já está de olho grande no pleito de 2026

Por Sávio Hackradt* – via AGORA RN

O mês de junho já anuncia movimentos de composição política nas principais cidades do Rio Grande do Norte (RN), que podem refletir ou não nas alianças futuras. Olhando para o ano de 2026, estarão no tabuleiro do xadrez da política potiguar as vagas de governador, 2 senadores, 8 deputados federais e 24 deputados estaduais. E neste ano de 2024 muita gente já está de olho grande no pleito de 2026.

Pensando no governo do RN em 2026, o senador bolsonarista Rogério Marinho (PL) fez uma aliança em Natal, para apoiar a chapa Paulinho Freire (União Brasil) e Joanna Guerra (Republicanos), que conta com a máquina da prefeitura. Rogério quer o apoio desse grupo à sua candidatura a governador em 2026, deixando livres as duas vagas para o Senado, que podem ir para o ex-senador José Agripino (União Brasil) e para o atual prefeito de Natal, Álvaro Dias (Republicanos).

No outro campo do tabuleiro governista, está a deputada federal Natália Bonavides (PT), confiando no apoio do governo do Estado e do presidente Lula (PT). O MDB deve indicar o vice. Com os olhos em 2026, o PT e o MDB estão bem aliançados no RN.

Já o atual vice-governador Walter Alves sonha com a renúncia de Fátima, para ser candidato a governador. A governadora Fátima Bezerra pode ser candidata ao senado ou concorrer à vaga de deputada federal. Ninguém se surpreenda com isto, pois um problema do governo Lula é a pequena bancada na câmara. O PT tem hoje dois deputados federais no RN e com Fátima candidata, pode fazer quatro deputados federais.

O PSD do ex-prefeito Carlos Eduardo, que lidera as pesquisas com folga em Natal, só tem compromisso em 2026 com a reeleição da senadora Zenaide Maia. O PSD só vai olhar para a vaga de governador e para a segunda vaga de senador em 2026, após os resultados das eleições municipais deste ano de 2024.

Em Mossoró, segundo maior colégio eleitoral do estado, o prefeito Alysson Bezerra (União Brasil) é líder absoluto nas pesquisas. A novidade é o PT apoiar o vereador Lawrence Amorim (PSDB), que coordenou a campanha de Bolsonaro contra Lula, mas o candidato do bolsonarismo é Genivan Vale (PL). Na capital do Oeste potiguar o PSD apoia o prefeito Alysson Bezerra. Mossoró é uma confusão política dos diabos e o prefeito quer ser candidato a governador em 2026.

Em Parnamirim, terceira maior cidade, a novidade é a vice-prefeita Kátia Pires (União Brasil) apoiar a candidata da oposição Professora Nilda (Solidariedade), que lidera todas as pesquisas. O candidato da situação é o comunicador Salatiel de Souza (PL), que, dias antes do prefeito Rosano Taveira (Republicanos) anunciar o seu apoio, era do União Brasil.

Em São Gonçalo do Amarante, quarta maior cidade, o ex-prefeito Jaime Calado (PSD) lidera todas as pesquisas. O atual prefeito Eraldo Pereira (PT), mesmo com o apoio dos governos estadual e federal, não conseguiu superar a rejeição e avançar.

É nesse intrincado arco de alianças nas quatro maiores cidades do RN que os articuladores já começaram a mexer no tabuleiro do xadrez político de 2026. O que e quem vai unir quem, na disputa para o governo do estado e para as duas vagas ao senado, em 2026? Faça as suas apostas.

*Sávio Hackradt é jornalista e consultor político

PUBLICIDADEspot_img

Deixe uma resposta

ÚLTIMAS NOTÍCIAS