26.2 C
Mossoró
domingo, 14 de abril, 2024
Por Vonúvio Praxedes
domingo; 14 abril - 2024

Pesquisa avalia confiança das pessoas nos veículos de comunicação e redes sociais

Ao todo, foram listados 26 canais de notícias, além das redes sociais

PUBLICIDADEspot_img

A newsletters The News publicou nesta segunda-feira (15/05) uma pesquisa com mais de 8 mil respostas sobre quanto as pessoas confiam, de 0 a 10, em cada um dos principais veículos do país. O levantamento aconteceu na semana passada por meio de formulário produzido pela plataforma.

No gráfico acima, foram colocados os nove veículos que tiveram as melhores médias. Ao todo, foram listados 26 canais de notícias, além das redes sociais — que não incluímos nesta categoria.

Mais curioso que o top-9 é observar a diferença de percepção sobre cada veículo de informação dependendo do perfil da pessoa.

Considerando o lado político

No geral, englobando todos os veículos, pessoas mais de esquerda tendem a confiar mais nos canais de mídia. O mesmo padrão aconteceu na pesquisa feita nos EUA. Em números…

  • A média do nível de confiança dos mais progressistas é de 5,1;
  • Enquanto isso, a dos mais conservadores fica em 4,2;
  • Já, a média de quem se considera de centro fica em 4,9.

Os veículos que mais fazem as duas pontas divergirem são a Jovem Pan, com um gap de 5,1 pontos a mais de confiança da direita (E: 1,7 | D: 6,8) e a Globo, com um gap de 4,9 pontos a mais de confiança da esquerda (E: 7,5 | D: 2,6).

Indo para as redes sociais…

A plataforma que tem a maior confiança do público é o LinkedIn, com uma média geral de 6,6. Em seguida, vem o YouTube, com uma confiança de 5,2. Do outro lado, as piores médias foram TikTok (2,4) e Facebook (2,7).

Aqui, o padrão se inverte: As pessoas de direita têm uma confiança levemente maior que as pessoas de esquerda — 4,1 contra 3,8. As de centro têm média de 3,9.

Clique aqui se quiser mais dados da pesquisa.

PUBLICIDADEspot_img

Deixe uma resposta

ÚLTIMAS NOTÍCIAS