24.7 C
Mossoró
sábado, 20 de abril, 2024
Por Vonúvio Praxedes
sábado; 20 abril - 2024

Bancos renegociam R$ 5,4 bilhões em dívidas nas três semanas do Programa Desenrola

A adesão ao programa irá até o dia 31 de dezembro

PUBLICIDADEspot_img

Na terceira semana de vigência do Programa Desenrola Brasil, a repactuação de dívidas mais que dobrou em relação às duas semanas anteriores e alcançou R$ 5,4 bilhões em volume financeiro, exclusivamente pela Faixa 2. O número representa aumento de 116% em relação aos R$ 2,5 bilhões somados nos 15 dias anteriores. Da mesma forma, o número de contratos de dívidas negociados chegou a 905 mil, mais que duas vezes os 400 mil contratos verificados até o dia 30 de julho. A adesão ao programa irá até o dia 31 de dezembro.

Nesse mesmo período, apenas as instituições financeiras retiraram as anotações negativas (desnegativaram) de cerca de 4,8 milhões de registros de clientes que tinham dívidas bancárias de até R$ 100,00. Até a segunda semana do Desenrola, o registro era de 3,5 milhões de registros baixados. Esse balanço não inclui baixas de registros de outros credores não bancários.

“Essa adesão expressiva da população ao Desenrola comprova o interesse da sociedade e das famílias brasileiras em regularizar sua situação econômica e o acerto desta ação do governo e dos bancos”, avalia o presidente da Febraban, Isaac Sidney, que complementa. “Reduzir o número de consumidores negativados e ajudar milhões de cidadãos a diminuírem seu endividamento terá um efeito bastante positivo para a economia brasileira.”

A Febraban esclarece que cada banco tem sua estratégia de negócio, adotando políticas próprias para adesão ao Programa. As condições para renegociação das dívidas, nessa etapa, serão diferenciadas e caberá a cada instituição financeira, que aderir ao programa, defini-la.

A Febraban atualiza periodicamente esses números e dados e divulga balanços parciais.

Via assessoria

PUBLICIDADEspot_img

Deixe uma resposta

ÚLTIMAS NOTÍCIAS