25.9 C
Mossoró
quarta-feira, 21 de fevereiro, 2024
Por Vonúvio Praxedes
quarta-feira; 21 fevereiro - 2024

Álvaro acusa Rogério de cortar convênios com MDR e causar prejuízo de R$ 40 mi a Natal

Prefeito de Natal abre o jogo sobre distanciamento político de aliado e o acusa de prejudicar envio de recursos para capital potiguar

PUBLICIDADEspot_img

Via AGORA RN

O prefeito de Natal Álvaro Dias (Republicanos) falou pela primeira vez sobre o afastamento entre ele e o senador Rogério Marinho (PL), após a campanha do ano passado, quando os dois caminharam juntos. Segundo revelou o gestor, o distanciamento se deu pelo fato de Marinho ter pedido ao Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) para cancelar convênios com a prefeitura de Natal, o que gerou um prejuízo da ordem de R$ 40 milhões à cidade.

“Em determinado momento ele [Rogério] cancelou alguns convênios antes de sair do ministério ou o sucessor dele, que foi indicado por ele, que o substituiu, cancelou alguns convênios na cidade de Natal. A cidade perdeu em torno de uns R$ 40 milhões de recursos que eram para ter sido utilizados na reforma da orla urbana e de outras obras que a gente tinha planejado”, revelou o prefeito, nesta segunda-feira 25, em entrevista à jornalista Thaisa Galvão, no Falei Podcast.

Após a declaração, Álvaro é ainda mais incisivo ao afirmar que Rogério Marinho, que comandou o MDR durante o governo Bolsonaro, pediu expressamente ao seu sucessor na pasta para cancelar os contratos com a cidade. Apesar do ocorrido, o prefeito garante que não existe rompimento entre ele e o senador, mas apenas um “afastamento natural”.

“Eu não nasci hoje, [os contratos] foram cancelados porque ele [Rogério] falou com o sucessor dele, que ficou lá e autorizou ou pediu para cancelar. Mas tudo bem. Eu não estou rompido com Rogério, eu apenas não tenho o mesmo relacionamento que eu tinha com ele e fiquei muito decepcionado com essa atitude que ele tomou de, depois de eleito, pedir ou conversar com o sucessor dele no ministério e mandar cancelar mais de R$ 40 milhões que viriam para Natal”, pontua.

O prefeito lamentou a posição de Marinho e afirmou que o encerramento dos contratos acabou prejudicando sua gestão à frente da Prefeitura do Natal.

Leia reportagem na íntegra clicando AQUI.

PUBLICIDADEspot_img

Deixe uma resposta

ÚLTIMAS NOTÍCIAS