32 C
Mossoró
quinta-feira, 18 de julho, 2024
Por Vonúvio Praxedes
quinta-feira; 18 julho - 2024

Dia do Jornalista é celebrado em Sessão Solene na Assembleia Legislativa do RN

Durante discurso, o presidente da ALRN Ezequiel Ferreira reforçou a importância dos jornalistas para a sociedade

A tarde desta quarta-feira (5) no Legislativo Potiguar foi de homenagens pelo Dia do Jornalista, que será comemorado na próxima sexta-feira, 7 de abril. A Sessão Solene para celebrar a data foi proposta pelo presidente da Assembleia Legislativa Ezequiel Ferreira (PSDB) e aconteceu no Plenário da Casa, auditório deputado Clóvis Motta.

“No dia 07 de abril, comemora-se o Dia do Jornalista. A instituição desse dia, por decisão da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), ocorreu em 1831, um ano depois do assassinato do jornalista Giovanni Battista Líbero Badaró. Ele foi o criador do Observatório Constitucional, jornal independente que focava em temas políticos até então censurados ou encobertos. Badaró era defensor da liberdade de imprensa e morreu em virtude de suas denúncias e de sua ideologia que contrariava muitas vozes. Nesta Sessão Solene, portanto, buscamos homenagear esses profissionais múltiplos, sem esquecer os desafios e riscos vividos por eles em busca das notícias”, iniciou o presidente Ezequiel Ferreira.

De acordo com o parlamentar, “aqui estão jornalistas que transpiram a profissão, independentemente de veículos de comunicação, assessorias de imprensa ou área de atuação, e que, por suas características profissionais, recebem a homenagem. A indicação é de um parlamentar, mas o reconhecimento é de todos nós, que fazemos a Assembleia Legislativa”, acrescentou.

Ao final do seu discurso, o presidente Ezequiel reforçou a importância dos jornalistas para a sociedade, agradecendo a todos os profissionais pelos serviços prestados ao povo potiguar.

“Essa profissão se caracteriza essencialmente pela prestação de serviço público, dando voz a quem não tem e buscando a verdade sem cessar. Ao homenagear os senhores e as senhoras, de certa forma, homenageamos todos os profissionais que nunca faltam ao bom combate, em tempos de paz ou de guerra; homenageamos aqueles que têm sensibilidade e empatia em cada fato narrado e que são tradutores fiéis dos anseios da sociedade, registrando com ética, verdade e compromisso. Portanto, acreditem: vocês são agentes de mudança e multiplicadores de oportunidades e soluções na vida das pessoas. Por isso, a todos vocês, o nosso ‘muito obrigado!’”, concluiu Ezequiel Ferreira.

Após a entrega da placa aos homenageados, o jornalista e servidor do Memorial da Cultura e do Legislativo Potiguar, Aluísio Lacerda, representou os agraciados na tribuna.

“Não vou esconder que estou feliz e honrado com a homenagem. Voltei no tempo e notei que já são 55 anos dedicados à profissão que abracei lá em 1968. E hoje tenho orgulho em dizer que datas e fatos relevantes da história do Poder Legislativo Estadual são recolhidos na atividade diária dos servidores do Memorial da Cultura e do Legislativo Potiguar, desde 1835”, enfatizou Aluísio.

Segundo o jornalista, “a vida é um assunto local, e somente o profissional de imprensa e o homem público sabem o que a rua diz, protesta e reivindica”. 

Continuando sua fala, Aluísio Lacerda abordou os desafios enfrentados pela profissão no passado recente, bem como os que estão por vir.

“O diploma já não adorna mais a sala de casa, pois o Ministro Gilmar Mendes o rasgou faz tempo, mas continuaremos na luta, em respeito aos fatos e à verdade. A regulação das plataformas digitais é outro tema complicado que ocupará a pauta do Supremo Tribunal Federal no corrente exercício. Mas, felizmente, muitos dos nossos colegas não são instrumentalizados pela guerra digital, e nós fomos educados para não acreditar na primeira informação. Lições que aprendemos nas redações”, detalhou.

Ao término do seu discurso, Aluísio Lacerda ressaltou que a sua paixão pelo Jornalismo ainda é a mesma de quando iniciou sua vida profissional.

“Essa é a minha profissão de fé, e eu fico aqui com a lição do maior de todos os repórteres brasileiros, na minha opinião, o sergipano Joel Silveira: ‘O jornalista não é aquele que toca na banda, mas aquele que vê a banda passar”, finalizou.

Homenageados:

  • Valéria Pereira Dos Santos de Lima

Deputado Neilton Diógenes (PL)

  • Breno Tavares Nunes

Deputado Nelter Queiroz (PSDB)

  • Jeison Ferreira Costa

Deputado Luiz Eduardo (SDD)

  • Octávio Santiago Neto

Deputado Hermano Morais (PV)

  • Cristiane Maria Rodrigues

Deputada Cristiane Dantas (SDD)

  • Ledson Honorato de França

Deputada Terezinha Maia (PL)

  • Tiago Domingos Rebolo

Deputado Dr. Kerginaldo (PSDB)

  • Leonardo Winicius de Souza Euzebio

Deputado Kleber Rodrigues (PSDB)

  • Liziane Assunção Virgílio

Deputado Francisco do PT

  • Juliana Lobo do Nascimento

Deputado Gustavo Carvalho (PSDB)

  • Édyppo Elnnathan de Alcântara Félix

Deputado Tomba Farias (PSDB)

  • Jhancy Richelm Lima de Oliveira

Deputada Eudiane Macêdo (PV)

  • Luis Henrique de Souza e Silva

Deputado José Dias (PSDB)

  • Felinto Rodrigues Filho

Deputado Taveira Júnior (União)

  • Alan Souza de Oliveira

Deputado Coronel Azevedo (PL)

  • Paulo Victor Silva do Nascimento

Deputada Divaneide Basílio (PT)

  • Tulio Bezerra Lemos

Deputado Ubaldo Fernandes (PSDB)

  • Francisco Freitas de Souza

Dep. Ivanilson Oliveira (União)

  • Moisés Henrique Cavalcanti de Albuquerque

Deputado George Soares (PV)

  • Aluísio de Lacerda

Deputado Ezequiel Ferreira (PSDB)

  • Esdras Marchezan Sales

Deputada Isolda Dantas (PT)

  • Michael Charles da Costa

Deputado Dr. Bernardo (PSDB)

  • Marcos Antônio Dantas Martins

Deputado Adjuto Dias (MDB)

PUBLICIDADEspot_img

Deixe uma resposta

ÚLTIMAS NOTÍCIAS