26.2 C
Mossoró
terça-feira, 28 de maio, 2024
Por Vonúvio Praxedes
terça-feira; 28 maio - 2024

Sessão Solene na Assembleia Legislativa homenageia mulheres potiguares

A deputada Divaneide disse que “esta é uma data a ser celebrada, mas também um mês de luta”

PUBLICIDADEspot_img

A tarde dessa terça-feira (7/03), na Assembleia Legislativa, foi marcada por homenagens a mulheres de destaque no cenário potiguar. Por iniciativa da deputada Divaneide Basílio (PT), presidente da Frente Parlamentar da Mulher, foi realizada Sessão Solene para celebrar o Dia Internacional da Mulher, que é comemorado em 8 de março.  

“Força e resiliência marcam a história das mulheres no nosso querido Rio Grande do Norte. O pioneirismo potiguar é conhecido de diversas formas. E nós fomos alçados a um patamar extraordinário, devido aos ineditismos de grandes mulheres: Celina Guimarães, primeira eleitora do Brasil; Alzira Soriano, primeira prefeita do País; Maria do Céu Fernandes, primeira deputada estadual do Brasil”, iniciou o deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), presidente do Legislativo Potiguar. 

Ezequiel ressaltou também que “por absoluta justiça a 63ª Legislatura marca história na nossa Assembleia, com a maior bancada de deputadas eleitas democraticamente pelo povo do Rio Grande do Norte”. 

Foto: João Gilberto/ALRN

“Que a solenidade de hoje chegue às jovens mulheres potiguares e desperte nelas a esperança de que é possível uma sociedade mais igualitária, em termos de gênero e participação”, acrescentou o parlamentar. 

Ainda de acordo com o presidente da Casa, foi criada, na última Legislatura, por iniciativa da deputada Cristiane Dantas (SDD), a “Procuradoria Especial da Mulher na Assembleia Legislativa do RN”, órgão de defesa da participação feminina e da igualdade de gênero na Política do nosso Estado.  

“E é com muita satisfação que anuncio, hoje, o legado da estruturação dessa procuradoria, com departamentos de apoio administrativo e desenvolvimento de ações para a inclusão da mulher na Política, além do atendimento às mulheres vítimas de violência. Isso tudo é prova da aptidão que esta Casa tem pela defesa dos Direitos Humanos, em especial das mulheres. Viva as heroínas do Brasil! Viva Clara Camarão, Alta de Souza! Viva todas vocês, mulheres! Parabéns!”, enalteceu Ezequiel. 

Em seguida, a deputada Divaneide Basílio (PT) festejou o recorde da maior bancada feminina da história do Legislativo Potiguar, alertando para a responsabilidade de representar o povo Norte-Rio-Grandense. 

“Nós somos cinco, mas temos a responsabilidade de representar o Estado inteiro. E é muito gratificante ver tantos deputados aderindo a esta sessão, garantindo a pluralidade”, disse.  

A respeito do “8 de março”, a parlamentar frisou que “esta é uma data a ser celebrada, mas também um mês de luta”, acrescentando que a presidência da Casa já se colocou à disposição para ajudar no que for necessário, principalmente no combate à violência doméstica. 

A deputada falou também a respeito de alguns projetos de lei já protocolados pelo seu mandato. 

“Este mês nós apresentamos um projeto que cria o ‘Sistema de proteção, respeito e cuidado às parturientes de natimorto’, disponibilizando áreas especiais de internação, separadas das outras mulheres, para que haja mais acolhimento. Apresentamos também o projeto que cria o ‘Selo Dignidade Menstrual’, a ser concedido aos estabelecimentos públicos e privados, a fim de promover medidas que assegurem a dignidade menstrual no Estado”, detalhou. 

Por fim, Divaneide enfatizou que hoje é um dia de homenagens, mas também de discutir os direitos das mulheres e refletir sobre novos direitos a serem alcançados coletivamente. “Viva a Frente Parlamentar das Mulheres e todas as homenageadas!”, concluiu. 

Na sequência, a parlamentar Cristiane Dantas externou sua alegria por celebrar “uma data tão representativa, que é o 8 de março”.  

“Esse dia é muito importante, especialmente nesta Legislatura, em que fazemos parte da maior bancada feminina da história da Assembleia Legislativa. Cinco deputadas, cinco grandes mulheres, dignas da confiança do povo potiguar, que integram a Frente Parlamentar da Mulher, a qual tenho orgulho de ter criado e de onde saíram tantas leis pela garantia dos direitos e valorização das mulheres”, destacou. 

A deputada se pronunciou também sobre a violência doméstica, destacando o novo instrumento que será utilizado pelo Legislativo para combatê-la. 

“A luta contra a violência doméstica nos afronta diariamente e afeta todas as classes sociais. Para se ter uma noção, em apenas dois meses de 2023, o RN já registrou quatro vidas perdidas para o feminicídio. E casos fora daqui também nos chocam, como o da jovem vereadora de Juazeiro do Norte, de apenas 26 anos, que foi assassinada pelo namorado. 

Por outro lado, é uma alegria dizer que a Assembleia Legislativa dará um passo importante na garantia dos direitos femininos, com a implantação da Procuradoria da Mulher, que foi um projeto do nosso mandato. Agradeço ao presidente Ezequiel Ferreira, pela sensibilidade de executar esse projeto que já é realidade em outras 16 Casas Legislativas do Brasil. 

Dando continuidade aos discursos da bancada feminina, Eudiane Macedo (PV) ressaltou a importância das cinco deputadas da Casa Legislativa para a sociedade potiguar. 

“Eu tenho certeza que nas próximas Legislaturas nós teremos mais e mais mulheres nesta Casa. Espero que os nossos mandatos sirvam de inspiração e que as mulheres se encorajem para colocar seus nomes numa disputa eleitoral, não apenas para compor cotas. Nós temos o direito de ocupar espaços em todas as esferas de Poder. Nós não queremos em momento algum ser melhores que os homens; queremos andar lado a lado, pois só assim vamos construir o País que tanto desejamos”, enfatizou. 

Segundo a parlamentar, é difícil imaginar que, na história recente do Brasil, as mulheres sequer tinham o direito de votar, estudar ou se candidatar a cargos políticos. 

“Atualmente, algumas estão perdendo até o direito de viver, e isso é prova da existência do machismo, que tanto nos persegue e trata com violência. Mas a força da mulher vem de onde muitos nem imaginam. E é essa força que nos encoraja para lutar, ganhar mais direitos e mais homenagens. Então, eu parabenizo todas vocês. Cada uma merece lugar de destaque, por sua luta, força e trajetória de vida”, finalizou. 

Em seguida, Isolda Dantas (PT) levantou o tema da mulher na Política, com dados estatísticos que retratam a desigualdade de gênero no setor. 

“Esta Casa inaugura uma bancada de cinco mulheres nas Eleições 2022. E eu quero dizer que nesta data nós precisamos refletir sobre a realidade das mulheres no meio político. Imaginem vocês que, em 2022, nós tivemos 33% de mulheres candidatas. E – pasmem – apenas 302 mulheres foram eleitas nas Assembleias Legislativas, na Câmara dos Deputados e no Senado Federal. Isso significa que nós vivemos numa sociedade profundamente desigual e que, mesmo representando a maioria da população, nós somos muito mal representadas”, criticou. 

De acordo com Isolda, quando se fala em mercado de trabalho, a desigualdade não é diferente.  

“Nós temos mais de 40% da força de trabalho feminina. Mas temos mais de 55% das desempregadas. Também somos a maioria nos números do subemprego. Isso reflete uma profunda desigualdade e prova que vivemos numa sociedade androcêntrica, baseada nos valores dos homens”, disse. 

Ao final do seu discurso, emocionada, a parlamentar falou das dificuldades que enfrenta para conseguir representar o povo potiguar no Legislativo. 

“Saibam vocês que não é fácil ser deputada. Minhas companheiras sabem o quanto temos que abrir mão de muitas coisas para conseguir estar à altura do desafio que o RN espera de nós. E eu sei o quanto cada uma sofre na sua mais íntima decisão, porque temos que estar numa reunião muito importante, mas o nosso filho está se apresentando na escola. Aquele horário é ruim pra gente, mas é conveniente para os homens. Isso porque nós acumulamos as funções de mãe, esposa, dona de casa e deputada”, desabafou. 

Para Isolda, o dia 8 de março deve continuar sendo um dia de luta e resistência.  

“E esta Casa mostra, a cada ação e a cada projeto votado, a força das mulheres que a compõem. Esta bancada feminina está abrindo as portas para que outras nos sucedam no Poder Legislativo. Portanto, viva a luta e a resistência das mulheres! E que o 8 de março siga sendo um dia para celebrar, mas também para reivindicar mais e mais direitos!”, finalizou a deputada. 

A parlamentar Terezinha Maia (PL) se pronunciou em seguida, destacando os avanços e desafios das mulheres no Estado do Rio Grande do Norte.  

“Elegemos a maior bancada feminina da história do RN, mas ainda é pouco. Somos cinco num total de 24 cadeiras. Outro ponto importante é a necessidade de avançarmos na luta contra a violência doméstica, prestando apoio e educando nossas crianças e jovens. É preciso combater o machismo e essa ideia de poder do homem sobre a mulher”, frisou. 

A deputada contou ainda um pouco da sua história nas Eleições de 2022, em que precisou se superar, após perder o seu esposo e contando com pouco apoio Político. 

“Foram momentos de grandes dificuldades, mas eu venci. E eu deixo aqui meu exemplo de coragem e determinação. Na vida, nós iremos ter medo de muitas coisas, mas não devemos nos deixar dominar por ele”, concluiu. 

Discursando em nome das homenageadas, Eliane Bandeira falou da importância da igualdade entre homens e mulheres na construção de uma sociedade justa e democrática. 

“No dia 8 de março nós queremos flores; mas também queremos respeito, queremos direitos e queremos que parem de nos matar. Nós queremos uma sociedade digna, justa, onde as mulheres consigam caminhar em pé de igualdade com os homens. Hoje, nós comemoramos cinco deputadas. É um feito histórico, sim. Mas ainda é muito pouco. Nós queremos ser 12, queremos paridade nesta Casa, queremos uma mulher sendo a presidenta. É assim que a história tem que ser construída. É assim que teremos um país realmente democrático. Não queremos ser mais, mas também não vamos aceitar ser menos”, concluiu. 

Homenageadas:

ADRIANA CAVALCANTI MAGALHÃES FAUSTINO FERREIRA  

ANA ALICE DA COSTA 

ANA MARIA VALCÁCIO DA SILVA  

DECCA BOLONHA  

ELIANE BANDEIRA  

HELOISE INGERSOLL SÁ  

IGNEZ MOTTA DE ANDRADE  

ILDELITA ROQUE  

IVANILDA ROCHA DA SILVA FERNANDES  

JEANE ALVES DE OLIVEIRA  

JONSUELLYA BEZERRA GURGEL  

KALINE CRISTIANE FERREIRA DE ANDRADE AMORIM  

KELINE JÁCOME SILVESTRE  

LETÍCIA MARIA GALVÃO FERREIRA DE SOUZA  

LUCIANA DANTAS DA COSTA OLIVEIRA  

MARA LORENA DANTAS LOPES CARDOSO  

MARIA DE LOURDES MEDEIROS DE AZEVEDO  

MARIA DIVANIZE ALVES DE OLIVEIRA  

MARINALVA SILVA DOS SANTOS  

RUANA FERREIRA DE SOUSA E SILVA TAVEIRA  

SELMA MARIA BEZERRA JERONIMO

PUBLICIDADEspot_img

Deixe uma resposta

ÚLTIMAS NOTÍCIAS