30 C
Mossoró
sábado, 20 de julho, 2024
Por Vonúvio Praxedes
sábado; 20 julho - 2024

Redepetro propõe criação de Secretaria de Energias no RN

Atualmente, o Governo Estadual mantém uma coordenação para assuntos energéticos, subordinada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico

A Redepetro RN, associação que congrega empresas fornecedoras da cadeia de petróleo e gás, propôs hoje (8) a criação de uma secretaria de energias no Rio Grande do Norte. A proposta, segundo o presidente da entidade, Gutemberg Dias, ampliaria a capacidade de diálogo entre o segmento e o Governo do Estado, dada a importância do setor energético para a economia potiguar.

Atualmente, o Governo Estadual mantém uma coordenação para assuntos energéticos, subordinada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Mas, na visão de Dias, a elevada quantidade de demandas da pasta, que atende centenas de setores, dificulta o foco no segmento de energia.

“O Governo do Estado precisa pensar a partir de agora, com esse novo cenário das energias, numa secretaria própria de energia, como nós tivemos lá atrás, no governo de Wilma de Faria. Precisamos ter um diálogo mais focado do governo com essa indústria do petróleo, das renováveis e de outras que possam vir, como a do hidrogênio verde, por exemplo. Pela importância que tem a energia para o estado do Rio Grande do Norte, já deveria existir uma secretaria para fazer esse diálogo mais próximo com essa indústria”, defendeu o presidente da Redepetro, em entrevista ao programa Meio Dia Mossoró, da 95 FM.

Relevância

Ao apresentar a proposta e lembrar ser antiga a dificuldade de diálogo com o setor, Gutemberg Dias recorreu a dados que apontam a relevância do setor energético para a economia potiguar e justificam a criação da secretaria.

“As remessas de óleo combustível de petróleo para o exterior representam 45% do valor total de exportações da balança comercial do Estado. E esse é apenas um exemplo da força do setor energético. Temos ainda o crescimento vertiginoso da energia eólica em solo potiguar, que coloca o Rio Grande do Norte como líder do setor no Brasil. Esses dados só mostram o quanto o setor de energia precisa de atenção”, justifica.

Investimentos da Petrobras

Sobre declarações recentes do novo presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, a respeito da permanência da estatal no Rio Grande do Norte, Gutemberg Dias é enfático: “Quanto mais investimentos, melhor”.

Para Dias, o fato de a Petrobras permanecer no Estado e investir, seja na cadeia do petróleo e gás, seja nas energias renováveis, beneficiará diretamente as empresas que integram a Redepetro.

“Quanto mais investimentos nós tivermos em energia dentro do estado do Rio Grande do Norte melhor para a cadeia produtiva, seja do petróleo, seja das energias renováveis, é bom para a Redepetro, pois somos uma associação de fornecimento. Não existe divergência”, pontua.

Gutemberg e a bancada do Meio-dia TCM da 95 FM – foto: Sandra Moreira/RedepetroRN
PUBLICIDADEspot_img

Deixe uma resposta

ÚLTIMAS NOTÍCIAS