30 C
Mossoró
segunda-feira, 4 de março, 2024
Por Vonúvio Praxedes
segunda-feira; 4 março - 2024

Boletim informativo da Câmara de Mossoró – 25/10

A sessão da terça-feira (25) não teve ordem do dia, mas houve discursos dos parlamentares

PUBLICIDADEspot_img

Omar Nogueira reivindica melhorias para bairros de Mossoró e zona rural

O vereador Omar Nogueira (Patriota), na sessão ordinária de hoje, 25, destacou reivindicações para os bairros Santa Helena, Barrocas e Santo Antônio.  Entre as solicitações, Omar reforçou a necessidade da pavimentação de 23 ruas no bairro Santa Helena. “Logo começará o período de chuvas e aquela população ficará na lama”, disse.

Em relação à limpeza realizada nos bairros citados, Omar afirmou que está ocorrendo uma limpeza superficial. “Só limpam onde o prefeito vai passar. É como se empurrassem para debaixo do tapete”, disse. O vereador cobrou ainda  a finalização do saneamento nos bairros.

Zona Rural                    

Em relação à zona rural, Omar Nogueira reclamou da constante falta de água em algumas comunidades. “Dizem que na Secretaria de Agricultura tem até bomba reserva, mas por que não estão sendo usadas quando umas quebram?”, questionou. Entre as comunidades que sofrem com o desabastecimento ele citou o Piquiri e a Quixaba.

O transporte escolar, de acordo com Omar, também é um problema enfrentado pelos moradores da zona rural, que de acordo com ele, é precário. “Os carros não tem condição de circular. Tem que prestar atenção na hora de contratar. Precisam exigir empresas que ofereçam transporte de qualidade.”, afirmou.

Zé Peixeiro pede maior empenho no combate a fome

O vereador Zé Peixeiro (PMB) utilizou espaço no grande expediente para afirmar compromisso com a população mais carente de Mossoró e região. O vereador afirmou que continuará promovendo ações sociais em prol das crianças carentes como  o trenzinho da alegria, ações na área do esporte e doações para famílias que passam fome.

O vereador afirmou que durante a campanha eleitoral, quando estava candidato ao legislativo do RN, percorreu várias cidades e notou que a fome vem aumentando. Para Zé Peixeiro, é necessário uma união entre Governo do Estado e Municipal no sentido de diminuir a dificuldade das pessoas.  “Andei nas ruas e vi muitas situações de fome”, afirmou.

Zé Peixeiro também relatou que remédios controlados estão em falta e que pacientes psiquiátricos estão com dificuldades em manter o tratamento adequado.

Marleide Cunha propõe renda mínima cidadã em Mossoró

A vereadora Marleide Cunha (PT) apresentou à Câmara Municipal de Mossoró o Projeto de Lei 127/2022, que institui a Renda Básica de Cidadania de Mossoró (RBCM). A proposta será lida em plenário, próxima semana, e despachada para análise nas comissões.

Em pronunciamento na sessão desta terça-feira, a parlamentar justificou a proposta à necessidade de amparar pessoas em situação de extrema pobreza no município.

A Renda Básica de Cidadania de Mossoró, segundo ela, consiste no benefício de transferência de renda pago aos residentes no município há pelo menos cinco anos, sem distinção de raça, sexo, idade ou condição civil, desde que esteja em situação de pobreza ou de extrema pobreza.

Considera-se extrema pobreza as famílias que têm renda familiar per capita mensal igual ou inferior a R$ 105,00 (cento e cinco reais) e famílias pobres, com renda familiar per capita de R$ 105,01 (cento e cinco reais e um centavo) a R$ 210,00 (duzentos e dez reais).

“Boa parte da população de Mossoró enfrenta dificuldade para se alimentar, em situação de grande falta de dignidade. É um problema social, que nós, enquanto classe política, temos o dever de buscar alternativas e soluções para promover a justiça social”, observa Marleide.

Ela informou que a renda mínima cidadã é lei federal desde 2004, mas ainda está pendente de regulamentação, embora com decisão favorável do Supremo Tribunal Federal (STF). E que já é realidade em outros municípios, como Mogi das Cruzes (SP) e Maricá (RJ).

Experiência inicial

“Precisamos dar o primeiro passo nesse sentido em Mossoró”, defende a vereadora. Com essa finalidade, anunciou a destinação de R$ 100 mil, em emenda impositiva ao Orçamento da Prefeitura de 2023, para criação de projeto piloto de renda básica de cidadania em Mossoró.

A intenção é desenvolver, com esses recursos, ações de renda mínima para grupo de famílias em situação de extrema pobreza, dentro do amadurecimento da proposta Renda Básica de Cidadania de Mossoró (RBCM). “Peço o apoio da Câmara para essa ideia”, conclui Marleide.

Markcuty celebra avanço na saúde no polo Maisa

Em pronunciamento na Câmara Municipal de Mossoró, hoje (25), o vereador Markcuty da Maisa (Solidariedade) enalteceu a reinauguração da reforma da Unidade Básica de Saúde (UBS) Luiza Vanessa, no último dia 19, na Maisa.

Lembrou que a obra estava pendente da gestão municipal anterior e que, antes do mandato parlamentar, já fiscalizava o serviço e constatava a inconclusão e má qualidade.

“Fizemos esse pleito ao prefeito Allyson Bezerra por uma reforma de qualidade, e assim foi feito: novas instalações hidráulicas, elétricas, pintura, retelhamento, alvenaria, cerâmica e equipamentos”, enumera.

Markcuty informa que a UBS Luiza Vanessa possui quase cinco mil prontuários e atende toda a região da Maisa – contingente de quase 13 mil pessoas em 25 comunidades.

“Sou morador e conheço a realidade. Há assentamentos distantes até 25 quilômetros da UBS, fora a distância da UBS para Mossoró. Temos uma zona rural muito populosa e os benefícios estão chegando ao polo Maisa e à zona rural, antes esquecidos pela Prefeitura”, afirma.

Nessa linha, o vereador cita as recentes entregas da academia da saúde na Maisa, ao lado da UBS, e ambulância de melhor qualidade. “A nova UBS do Pau Branco também já funcionando”, registra.

O parlamentar acrescentou novos maquinários recentemente chegados à Prefeitura, segundo ele, de grande importância para a conservação das estadas de acesso às 137 localidades rurais de Mossoró. “A zona rural hoje recebe atenção”, concluiu.

Vereador Raério acentua os avanços na cidade de Mossoró

Na manhã desta terça-feira (25) o vereador Raério Araújo (PSD), na 67° sessão ordinária na Câmara Municipal de Mossoró, fala sobre satisfação da população dos bairros Barrocas e Santa Helena e comenta que ainda esta semana haverá mais inaugurações na cidade como o canal no bairro Santa Helena e a ponte do alto de São Manoel.

Ainda na sua fala, o parlamentar comenta que está sendo investido, através da Prefeitura Municipal de Mossoró, cerca de R$ 12 milhões de reais para o crescimento da cidade. Comemora também a inauguração do complexo esportivo na Nova Mossoró, que carregará o nome do ex-jogador de futebol Everaldo Silva Gomes. E exalta a inauguração da Unidade de Educação Infantil (UEI) pró infância Elineide Carvalho Cunha que aconteceu na segunda-feira (24) que trabalhará com 150 crianças de 2 a 5 anos e funcionará em tempo integral.

“A gestão tem sido marcada por investir na educação “comentou o vereador Lucas das Malhas.

O vereador Raério aproveitou seu momento para comunicar a criação de um projeto de lei que pretende multar quem joga lixo em vias públicas e pede colaboração da população para que possa diminuir sujeira no município. Em seguida, reforça que já comentou diversas vezes sobre a violência na cidade, traz como exemplo os assassinatos que estão ocorrendo na região rural e solicita que deem mais importância aos policiais, e, menciona que a Governadora Fátima Bezerra deveria dar mais atenção à Mossoró.

“Quero fazer uma observação quanto à segurança, hoje, estamos no mês 10 e no polo Maísa mataram 10 pessoas. Pedimos ao governo do estado para que se intensifiquem viaturas nessa região tão extensa. São 25 comunidades naquela zona e apenas uma viatura”, complementou o vereador Marckuty, em aparte.

PUBLICIDADEspot_img

Deixe uma resposta

ÚLTIMAS NOTÍCIAS