26 C
Mossoró
domingo, 26 de maio, 2024
Por Vonúvio Praxedes
domingo; 26 maio - 2024

Presidente e Governadora visitam obras do Ramal do Apodi

Eixo Norte do projeto de transposição de águas do rio São Francisco vai atender 54 municípios e 750 mil pessoas no RN, PB e CE

PUBLICIDADEspot_img

Acompanhada do presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, a governadora do RN Fátima Bezerra visitou as obras de construção do Ramal Apodi do Projeto de Transposição de águas do Rio São Francisco – PISF, nesta sexta-feira (1º), no município de Luís Gomes, distante 442 quilômetros de Natal, na região Oeste do Estado.

No período de 2011 a 2014, o município ficou 910 dias sem abastecimento regular de água. A população, de 9 mil habitantes, era parcialmente abastecida por carros pipa e as pessoas tinham que transportar a água em baldes e latas para as residências e acondiciona-la em tambores para o consumo diário. Os caminhões pipa traziam a água de até 100 quilômetros de distância. A precariedade do abastecimento exigia o reuso da água. Moradores relatam que a água do banho era utilizada no vaso sanitário.

O colapso no abastecimento em Luís Gomes afetou a economia fortemente restringindo a pecuária, a produção de leite, a agricultura, a produção artesanal de rapadura e o turismo daquela cidade serrana localizada a 618 metros de altitude e com variação média de temperatura entre 18 e 34 graus.

“Eu sei a importância que a água tem para nós, nordestinos”, disse Lula, lembrando dos tempos de menino, quando, em companhia dos irmãos, fazia barramentos perto da casa em que moravam para reter água da chuva. “Aquela água barrenta era colocada em um pote para decantar. Depois, levada para outro pote, antes de ser consumida”, relatou o presidente.

Foto: Carmem Felix

Lula disse que as obras de infraestrutura hídrica inseridas no PAC, como é o caso do Ramal do Apodi, terão recursos no valor de R$ 31 bilhões e confirmou que virá ao Rio Grande do Norte para inauguração da Barragem de Oiticica, reservatório construído no leito do rio Piranhas/Açu, para receber as águas da transposição. “É um sonho realizado ver o povo nordestino tomar água tratada”, reforçou o presidente, ao lado da governadora Fátima Bezerra.

“Nós conhecemos a seca não é pelo dicionário, nem pelos livros de História. No tempo da estiagem, Dona Luzia (mãe) nos acordava de madrugada e andávamos muito em busca de uma cacimbinha para pegar água potável. Eu e o presidente Lula fazemos parte de uma geração de sobreviventes da seca. E a seca não matava só gado, não! Gente morria de fome. Daí minha emoção. Para nós, do Nordeste sofrido, é uma felicidade imensa ter um projeto como esse, de segurança hídrica, uma obra de valor humano incalculável”, disse, emocionada, a governadora.

O ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR), Waldez Góes, disse que o atual governo federal volta a combater as desigualdades e trabalha para tirar o Brasil da pobreza. “E a política de segurança hídrica que adotamos sob a liderança do presidente Lula vai neste caminho para atender a todos que precisam”, declarou.

O Ramal Apodi integra o Eixo Norte do PISF, com extensão de 115,3 quilômetros, e levará água a 54 municípios: 32 do Rio Grande do Norte, 13 da Paraíba e 9 do Ceará, beneficiando 750 mil pessoas. A infraestrutura contará com três áreas de controle, 23 trechos de canais, sete aquedutos, oito rápidos e o túnel visitado neste dia 01 que terá 6,3 quilômetros de extensão.

A obra é executada pelo MIDR – Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional. O valor é de R$ 1.613.717.780,74 (valor de referência) e R$ 974.094.000,00 (valor contratado). A implantação exige a aquisição de terras, realocação populacional, linhas de transmissão e subestações, canais e obras de drenagem.

Fotos: Carmem Felix

O PISF

O Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional (Pisf), maior obra de infraestrutura hídrica do Brasil, tem como objetivo levar água a 12 milhões de habitantes, em 390 municípios, nos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

A obra promove a geração de emprego e inclusão social com oferta de água para consumo humano, atividades agrícolas e industriais. No total, os dois canais principais de transferência de água — Eixo Norte e Eixo Leste — têm 477 quilômetros de extensão. A obra engloba a construção de quatro túneis, 14 aquedutos, nove estações de bombeamento e 27 reservatórios.

As infraestruturas do projeto integram a Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco com as bacias dos rios Jaguaribe, Piranhas Açu e Apodi (CE/RN/PB) por meio de canais, estações de bombeamento e adução. Também inclui a infraestrutura hídrica por ramais associados que envolvem canais, túneis, aquedutos, estações de bombeamento, linhas de recalque, estrutura de deságue, barramentos, estruturas de controle e derivação.

Além do ministro Waldez Góes o presidente Lula veio ao RN acompanhado dos ministros da Casa Civil, Rui Costa; de Portos e Aeroportos, Márcio França; do Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira, e do secretário geral da presidência da República, Márcio Macedo.

Acompanharam a governadora, o vice-governador Walter Alves; os secretários de Estado, Paulo Varella (Semarh), Jaime Calado (Sedec), Gustavo Coelho (Infraestrutura), Daniel Cabral (Assecom), Virgínia Ferreira (Planejamento), diretor presidente do Idema, Leon Aguiar.

Também participaram a senadora Zenaide Maia, os deputados federais Natália Bonavides e Fernando Mineiro; deputados estaduais Dr. Bernardo, Isolda Dantas, Divaneide Basílio e Francisco Medeiros; os prefeitos Carlos Augusto “Tututa” Paiva, de Luís Gomes; Maria Elce (Major Sales); Odon Jr. (Currais Novos); Eraldo Paiva (São Gonçalo do Amarante); Marianna Almeida (Pau dos Ferros); Raimundo Nonato (José de Penha); Ronaldo Souza (Água Nova); Clécio Queiroz (São Miguel); Cícero Sabino (Pilões), ex-prefeito de Luís Gomes, Pio X Fernandes;  vereadora de Natal, Brisa Bracchi e vereadores da região.

PUBLICIDADEspot_img

Deixe uma resposta

ÚLTIMAS NOTÍCIAS