20.9 C
Mossoró
quinta-feira, 11 de agosto, 2022
Por Vonúvio Praxedes

Se conseguir ser eleito Governador em seis meses, Fábio Dantas será um fenômeno das urnas; veja histórico

Além da extensa carreira, os políticos se preparam quatro anos para concorrer ao Governo do Estado, não é o caso de Fábio Dantas

quinta-feira; 11 agosto - 2022

Fábio Dantas foi Deputado Estadual quatro anos entre 2011 a 2014 e vice-governador de Robinson Faria entre 2015 a 2018. Chegou a romper com Robinson, tentou viabilizar sua candidatura ao Governo, mas não seguiu à diante. Antes, entre 2003 e 2008 foi diretor do ITEP/RN.

Em abril de 2022 foi escolhido por Rogério Marinho, (ex-Ministro do Desenvolvimento Regional do Presidente Jair Bolsonaro), para disputar o Governo do Estado. Marinho buscava alguém de sua confiança para caminhar ao lado de sua candidatura ao Senado, preterindo Brenno Queiroga (SDD), que estava em pré-campanha e havia disputado o executivo estadual em 2018.

Entre a aprovação de Fábio Dantas para disputar o Governo em 18 de abril e o dia das eleições 2 de outubro, pouco menos menos de seis meses, seria algo fora da curva dentro do histórico eleitoral de nosso estado.

Tempo de pré-candidatura

Verificando os eleitos ao Governo do Estado desde 2002 é observado que além da extensa carreira, os políticos se preparam quatro anos para concorrer ao Governo, ou seis, como no caso da ex-governadora Wilma.

Wilma de Faria, com experiência política de ex-deputada federal, ex-secretária estadual, ex-prefeita, construiu sua candidatura depois de ser eleita e reeleita a Prefeitura do Natal. Foi quando renunciou ao executivo municipal e em 2002 conseguir ser eleita governadora do Estado e foi reeleita. Não conseguiu eleger o sucessor, Iberê Ferreira e perdeu a disputa ao Senado para Garibaldi e José Agripino em 2010.

Em 2006 Rosalba Ciarlini, ex-prefeita de Mossoró, consegue ser eleita Senadora e quatro anos depois disputa o Governo do RN e vence para chefe do executivo estadual em 2010.

Robinson Faria foi deputado estadual por seis mandatos, sendo inclusive presidente da Assembleia Legislativa. Depois de eleito vice-governador ao lado de Rosalba, rompeu politicamente no primeiro ano e iniciou sua campanha para Governador sendo eleito em 2014.

Em 2014 Fátima Bezerra foi eleita Senadora e desde então, durante quatro anos de parlamentar, era colocada como pré-candidata natural ao Governo do RN. Venceu as eleições de 2018. Desde que assumiu tem feito uma gestão política e cercada de alianças que a têm buscado sustentar sua reeleição.

Ou seja, na história recente da política do Rio Grande do Norte nenhum candidato venceu a disputa ao Governo do Estado em menos seis meses.

Neste texto nem estou levando em consideração números de pesquisas eleitorais divulgadas neste período, nem alianças partidárias, apenas o tempo de “preparação” para disputa eleitoral.

Se Fábio Dantas conseguir êxito neste pleito, será um fenômeno das urnas.

Vamos aguardar.

PUBLICIDADEspot_img

Deixe uma resposta

PUBLICIDADE

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS