30 C
Mossoró
sexta-feira, 20 de maio, 2022
Por Vonúvio Praxedes

PSB pede que Rafael Motta apareça como opção em pesquisas ao Senado

Pelo menos três institutos de pesquisas já foram comunicados sobre o pedido do deputado Rafael Motta para incluir seu nome nas sondagens.

sexta-feira; 20 maio - 2022

Via Tribuna do Norte

A chapa majoritária do grupo político situacionista estaria informalmente fechada, mas o PSB ainda quer chamar o PT e outros partidos aliados para uma discussão sobre a indicação de pré-candidaturas à vaga de Senador. Para tanto, o PSB começou a oficiar aos institutos de pesquisas de opinião pública a inclusão do nome presidente estadual do partido, deputado federal Rafael Motta nas  sondagens estimuladas de intenções de votos dos eleitores  potiguares para o Senado.

Pelo menos três institutos de pesquisas já foram comunicados sobre o pedido do deputado Rafael Motta para incluir seu nome nas sondagens que deverão ser feitas até às vésperas das convenções partidárias, que ocorrerão entre 20 e julho e 05 de agosto, quando os partidos oficialmente indicam os candidatos às eleições de outubro.

Os ofícios começaram a ser expedidos ontem, com assinaturas  do secretário de Mobilização e Articulação Política do PSB, Manassés Torres Duarte. 

O nome de Rafael Motta voltou a ser citado depois do Congresso Nacional do PSB, ocorrido na quinta-feira (28), com a presença do ex-presidente Lula, ocasião em que o parlamentar foi reconduzido à secretaria geral do partido.

Já no Congresso Estadual realizado em 24 de março, Rafael Motta havia externado o seu desejo de disputar para o Senado “Esse  espaço eu sugeri, porque nós queríamos pudesse ser feita uma frente que fosse oposicionista ao bolsonarismo e quem tivesse realmente com maior legitimidade, mais força, poderia somar e ter mais força lá na frente, por isso ofereci nosso nome”, dizia.

Quanto ao fato do PT ter optado por uma aliança com o PDT, que acolheu a pré-candidatura a senador do ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, o presidente da Executiva Estado do PSB declarava o seguinte: “Isso quem realmente vai dizer é a população, na hora da eleição, eu não tenho uma opinião formada sobre isso, o que me consta é que houve um apoio dele lá atrás em relação ao bolsonarismo mas a escolha da formação dessa chapa e quem está no centro da discussão política é a eleição do Governo do Estado, teoricamente quem faz essa composição de majoritária é a própria governadora”.

Nota do Diário Político

O PSB foi escolhido pelo ex-ministro Henrique Alves para concorrer à Câmara Federal, depois de sua saída do MDB. Matematicamente é algo muito difícil um partido eleger dois Deputados, portanto, Rafael deve cavar novo espaço político buscando insatisfeitos que não querem votar em Carlos Eduardo, candidato de Fátima ao Senado, já que Motta também é Governista. Mais peças estão em movimento no tabuleiro político do RN.

PUBLICIDADEspot_img

Deixe uma resposta

PUBLICIDADE

spot_img

PUBLICIDADE

spot_img

ÚLTIMAS