30 C
Mossoró
sábado, 20 de julho, 2024
Por Vonúvio Praxedes
sábado; 20 julho - 2024

Servidores da saúde do município de Mossoró buscam recomposição salarial de 35% e outros pontos

Audiência com o Prefeito é aguardada e greve da saúde não está descartada no âmbito municipal

Servidores municipais da Saúde de Mossoró realizaram assembleia geral da categoria no dia 28/02 e no dia 03/03 protocolaram pedido de audiência com o prefeito Allyson Bezerra (SD). A pauta é extensa, são mais de dez pontos, mas uma das principais é a atualização do salário base em 35% referente à perda do poder de compra desde a implantação do plano de cargos, carreira e remuneração em dezembro de 2007.

“Temos expectativa de sermos recebidos, mas infelizmente o histórico desta gestão é de não responder ao primeiro ofício. Deveremos aguardar em torno de duas semanas, para, na ausência de respostas, decidirmos o que fazer”, afirmou Adílio César, cirurgião dentista do município e representante dos servidores.

Questionado se há possibilidade de greve Adílio respondeu que “Ainda não discutimos isso em virtude de estarmos em início de negociação neste ano. Ainda é o primeiro passo junto à gestão (em 2023) na busca por melhorias”.

No entanto, a enfermagem (de forma específica) irá deliberar acerca da paralisação/greve que ocorrerá nacionalidade a partir do dia 10/03. A categoria deverá parar no dia 10 de março e possivelmente entrar em greve a partir dessa data, referente ao piso nacional.

Veja os pontos reivindicados pela categoria:

  • Atualização do salário base em 35% referente à perda do poder de compra desde a implantação do pccr em dezembro de 2007;
  • Atualização do valor dos plantões pela inflação, desde o último reajuste em dezembro de 2011 e o reconhecimento do plantão eventual como horário extraordinário;
  • Atualização das gratificações da Estratégia Saúde da Família;
  • Titulação para o nível médio (como ocorre para outras cateforias do município)
  • incorporação da titulação ao salário base e alteração percentuais (semelhante às outras categorias do município)
  • Implantação imediata e Adequação do novo piso da enfermagem à carga horaria estabelecida no PCCR;
  • Alteração na mudança de nível dos servidores (deixar semelhante às outras categorias do município);
  • Implantação do piso salarial da medicina e odontologia, conforme lei 3999/61 (os tribunais já estão reconhecendo);
  • Inclusão da assistente social na equipe da Estratégia Saúde da Família;
  • implantação da gratificação de plantão, bem como criação de gratificação por responsabilidade técnica e para o Centro de Especialidades Odontológicas;
  • Aumento da jornada de trabalho com aumento proporcional do vencimento para quem assim requerer;
  • Equiparação do salário base dos auxiliares aos técnicos e extensão às demais categorias de nível médio qd da implantação do novo piso da enfermagem, como já ocorre atualmente;
  • Outros pontos igualmente importantes.
PUBLICIDADEspot_img

Deixe uma resposta

ÚLTIMAS NOTÍCIAS