25.1 C
Mossoró
sexta-feira, 20 de maio, 2022
Por Vonúvio Praxedes

Sessão solene na Câmara de Mossoró homenageia 55 anos da Ufersa

Foram homenageadas 23 pessoas que contribuem e contribuíram com o desenvolvimento da universidade

sexta-feira; 20 maio - 2022

A Câmara Municipal de Mossoró realizou uma sessão solene para homenagear os 55 anos da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). A solenidade aconteceu nesta quinta-feira, dia 05, homenageando 23 pessoas que contribuem e contribuíram com o desenvolvimento da universidade. O evento foi uma proposição do vereador Professor Francisco Carlos (PP) e teve a sessão presidida pelo vereador Lawrence Amorim (Solidariedade), presidente da Casa.

A história da Ufersa começa com a Escola Superior de Agronomia de Mossoró (ESAM), criada pela Prefeitura de Mossoró, através do decreto 03/67, de 18 de abril de 1967, do prefeito Raimundo Soares, e inaugurada em 22 de dezembro do mesmo ano. Teve, na sua fase de implantação, como entidade mantenedora, o Instituto Nacional de Desenvolvimento Agrário (INDA).

Além de diversos convidados em plenário, a mesa dos trabalhos foi composta pelos vereadores Lawrence Amorim e Francisco Carlos, ao lado da secretária municipal de Educação, Hubeônia Alencar, vice-reitor da Ufersa, Roberto Vieira Pordeus, prefeito Allyson Bezerra, representando a Uern, a professora Séphora Edite, e o professor aposentado da Ufersa Benedito Vasconcelos Mendes.

Após composição da mesa e execução do hino nacional, foi apresentado um vídeo contando um pouco da história da Ufersa, lembrando alguns personagens importantes da instituição, entre eles, o professor Praxedes, o “Praxedinho”.

Recepcionando os convidados e falando em nomes dos vereadores, o professor Francisco Carlos disse que a Câmara Municipal de Mossoró vive um momento de júbilo por prestar essa homenagem. “Por ser essa uma instituição que presta serviços à Mossoró, ao Rio Grande do Norte e ao Brasil. Reforço que é importante lembrar a importância que essa instituição oferece”, disse o vereador.

Essa importância, acrescentou o vereador Francisco Carlos, vai desde o seu corpo de funcionários e se alarga com os profissionais por ela formado, que se espalham pelo país, principalmente no trabalho de sua produção agrícola e cultura, além de ser uma oportunidade para homenagear professores e servidores, da ativa e inativos, que deram sua contribuição. O professor ainda lembrou da boa relação que mantém com profissionais que prestam serviços a essa instituição, além dos profissionais que ela já ofereceu, como exemplo, o prefeito Allyson Bezerra, o professor Alcindo Júnior, pai do presidente da Câmara.

Francisco Carlos encerrou sua fala dizendo que são muitos os nomes valorosos a partir das mãos incansáveis do professor Vingt-un Rosado.

Agradeceu todas as pessoas que fizeram e fazem a Ufersa, afirmando que são muitos, por isso, ser impossível prestar homenagem em apenas uma sessão solene. Garantiu que outras virão e mais pessoas serão lembradas.

Representantes da Ufersa

Entre os representantes da Ufersa presentes na sessão solene, o professor aposentado Benedito Vasconcelos Mendes foi o primeiro a usar a tribuna. Falando em nome dos professores e ex-diretores, Benedito Vasconcelos fez um relato da rica história da universidade, começando por citar a sua chegada na instituição em janeiro de 1970, se constituindo assim no professor mais antigo vivo da Ufersa. “Quando lembro dos fatos ocorridos em todos esses anos, sinto alegria e conforto”, resumiu. Além de professor, ele também assumiu em diferentes momentos o cargo de diretor substituto, nas ausências do diretor e vice.

O professor Benedito Vasconcelos lembrou do momento histórico da criação da Esam, na época encabeçada pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Agrário (INDA), presidido pelo mossoroense Dix-Huit Rosado. O movimento também envolveu João Batista Cascudo, que redigiu o projeto de lei, tudo idealizado pelo professor Vingt-un Rosado, apontado pelo professor Benedito como sendo o grande mentor. A Esam foi inaugurada pelo presidente Artur da Costa e Silva. Depois de um tempo bancada pela Prefeitura, passou ao domínio do Ministério da Educação, o que viabilizou receber recursos federais na condição de autarquia especial.

Entre outras citações, ainda lembrou que a ESAM detinha alguns pontos turísticos, citando como exemplo o poço perfurado no local e a carnaubeira de seis galhos. Como forma de divulgar e fazer a instituição ser conhecida no cenário nacional e internacional, Benedito falou sobre os inúmeros Congressos por ela organizados e sediados.

Ainda falaram como representantes ou ex-integrantes da Ufersa o servidor Felipe Silva Ribeiro, esse representando os homenageados da solenidade ao lado do prefeito Allyson Bezerra, ex-aluno e servidor, como também Roberto Vieira Cortez, vice-reitor que representou a reitora Ludmila Oliveira. Este fez um breve relato da história, citando que são 38 anos de ESAM e 17 de Ufersa. Destacou a criação de importantes cursos, tais como, Medicina Veterinária.

“Hoje a Ufersa dispõe de 42 cursos de graduação e se consolida como uma das principais instituições do país”, disse. Outro ponto em destaque foi a expansão em diferentes regiões do Rio Grande do Norte: Angicos, Pau dos Ferros, Caraúbas – importante na expansão, permitindo professores com mestrado e doutorado.

Por sua vez, encerrando as falas da mesa, o prefeito Allyson Bezerra lembrou da importância da Ufersa em sua vida, na condição de ex-aluno e servidor. “A Ufersa foi importante e fundamental na mudança em minha vida. Primeiro quando me formei e depois pela alegria de ser aprovado no concurso para me tornar servidor público na instituição”, lembrou. Ele também comentou a oportunidade que recebeu para se tornar o dirigente mais novo do Sindicato dos Servidores e na sequência do projeto que culminou com sua eleição de deputado estadual e prefeito de Mossoró.

O prefeito ainda disse que é preciso seguir com a luta para a Universidade continuar crescendo, pois a ESAM, e agora Ufersa, são muito fortes. No Brasil, reforçou ele, qualquer discussão sobre agricultura, fala-se na Ufersa. Pela pesquisa que é desenvolvida, qualidade dos seus professores que entendem ser a ciência e educação o caminho para o desenvolvimento.

HOMENAGEADOS

Medalha do Mérito Educacional Professor Solon Moura da CMM.

Nei Maranhão da Silva

Cibele Barbosa de Lima Vasconcelos

Antônio Lucas Filho

George Mendes Ribeiro

Moisés Ozório de Souza Neto

Josiane da Costa e Silva

Carolina Malala Martins Souza

José Anísio Rocha de Araújo

Subênia Karine de Medeiros

Alcindo Gomes de Araújo Filho

Ludmila Carvalho Serafim de Oliveira

Sara Cristina dos Santos Freire

Medalha do Mérito Administrativo Gov. Dix-Sept Rosado da CMM.

Maria do Carmo dos Santos Galdino de Andrade

Ana Maria Borges Soares

Allyson Leandro Bezerra da Silva

Pedro Almeida Duarte

Jorge Ivan Barbosa Menezes Feitosa

Robinson M esquita de Faria

Diploma de Honra ao Mérito Funcionário Público Padrão Regina

Maura Saboya da CMM.

Alvanete Freire Pereira

Título de Cidadão Mossoroense

Felipe de Azedo Silva Riveiro

Jônatas Ponciano de Souza

Medalha Maria Silva de Vanconcelos da CMM

Gislene de Paiva Brasil

PUBLICIDADEspot_img

Deixe uma resposta

PUBLICIDADE

spot_img

PUBLICIDADE

spot_img

ÚLTIMAS