04 jun 2021

O Senador do RN ausente na CPI é reflexão e lição

Eu gosto muito de frases e de política. Alguns dizeres podem facilmente marcar as nossas vidas, assim como ações políticas, o voto propriamente dito. “O tempo é o senhor da razão”, uma frase que pode se encaixar no atual momento de observações que fazemos de determinados políticos escolhidos aqui no Rio Grande do Norte, em qualquer estado ou cidade brasileira.

Com o passar do tempo, das ações, das condutas de alguns personagens de nossa política, vamos entendendo que o voto tem verdadeiramente seu valor e principalmente consequências. O eleitor precisa ser crítico, questionador, sempre. Quem é eleito para função legislativa, além de crítico e questionador do executivo, não pode ser omisso.

Em tempos como os que vivemos hoje onde uma CPI no Senado existe para apurar possíveis omissões do Governo Federal no enfrentamento a Pandemia, jamais um Senador do nosso estado deveria ficar fora do debate. Existe sim circunstâncias midiáticas neste processo de investigação, mas pior seria se pior fosse, se ela simplesmente não tivesse sido iniciada.

Aqui do Rio Grande do Norte vemos com frequência a participação da Senadora Zenaide e do Senador Jean Paul Prates, mas e o Senador Styvenson? Ele assinou o pedido de CPI e depois não deu uma palavra sequer nos depoimentos prestados até agora. Nem fez qualquer manifestação pública.

É interessante a posição de ausência porque o Senador é vice-presidente da comissão temporária interna da Covid-19 no Senado Federal que tem a finalidade de acompanhar as questões de saúde pública relacionadas ao coronavírus.

Eleito para combater a corrupção se omite em questionar e a buscar a verdade na CPI. Diante de seu silêncio e quando lembro que Styvenson tem oito anos de mandato vem a frase de Mário Quintana: “O passado é lição para refletir, não para repetir”.

Senador Styvenson em reunião da CI covid-19 no Senado Federal – imagem: redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *