05 mar 2021

“Mossoró vacina idosos sem filas e de forma segura”, avalia Prefeitura

Publicado em 05/03/2021 às 16h20

Em Mossoró, segundo informações do executivo Municipal, a vacinação de idosos contra a Covid-19 segue acontecendo dentro do planejado. “Mossoró vacina idosos sem filas e de forma segura. O agendamento tem evitado filas em unidades de saúde”, esta é a avaliação da Secretaria Municipal de Saúde.

Segundo a secretária Morgana Dantas, o agendamento e a divisão dos idosos por idade assegura vacinação livre de aglomerações e tumultos. “Para essa organização, é fundamental oferecimento da vacina, mediante agendamento prévio”, informa a titular da Saúde.

Idosa recebe vacina em Mossoró – foto: Wilson Moreno/PMM

Com isso, idosos são vacinados na Unidade Básica de Saúde mais próxima de casa, em dia e hora marcados. Dessa forma, Mossoró já vacinou pessoas de 90 anos ou mais e entre 85 a 89 anos. Na segunda-feira (8/03), vai ter início a vacinação de idosos entre 80 a 84 anos.

Mossoró já vacinou quase 15 mil pessoas, entre essas, profissionais de saúde, idosos em abrigos, idosos acamados, com as duas doses.

Organização

Por causa do agendamento a aposentada Lúcia Dantas encontrou a UBS Chico Porto no bairro Ouro Negro, apenas com os servidores que aplicam a vacina. Ele foi à unidade por volta das 11 horas dessa quinta-feira (5), de maneira segura. Saiu da UBS vacinada e satisfeita com o serviço.

“Achei ótimo, porque eu tinha medo de sair de casa com essa doença por aí. Mas, quando cheguei, só tinha eu, a minha filha e o pessoal que me vacinou”, comemora a aposentada. Além disso, a vacinação é distribuída em todas as regiões de Mossoró.

Aposentada Lúcia Dantas fala sobre aorganização da vacinação em Mossoró – foto: Wilson Moreno/PMM

A Secretaria Municipal de Saúde informa que o agendamento pode ser feito através de contato direto de familiares com a UBS, por ligação telefônica para a UBS do bairro de origem do idoso e, também, por meio dos agentes comunitários de saúde das áreas.

Respeito ao profissional

Morgana Dantas explica outros procedimentos. “Não queremos doses paradas nas UBS, fazemos tudo com planejamento e acompanhamento do Ministério Público estadual, mas também respeitamos a necessidade de dar descanso aos profissionais de saúde para que não tenhamos a segurança da vacinação comprometida”, disse Morgana.

Ela lembra que muitos enfermeiros, médicos e técnicos de enfermagem atuam em outros locais além das UBS’s, como hospitais e clínicas, e que, diante de relatos de profissionais sobrecarregados e exaustos, permite-se pausa na vacinação aos sábados e domingos: “Profissionais de saúde também precisam descansar”, conclui a secretária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *