13 ago 2021

UPA em Mossoró registra apenas 5% de leitos ocupados com pacientes Covid

A Unidade do Pronto Atendimento (UPA) Raimundo Benjamim Franco, no bairro Belo Horizonte, registra até esta sexta-feira (13/08), apenas 5% dos leitos ocupados de pacientes em tratamento de Covid-19.

A unidade dispõe de 15 leitos clínicos, 5 leitos em salas vermelhas, estes funcionando dentro da UPA e, 17 leitos instalados em módulos habitáveis localizados na área externa.

Do total de 37 leitos existentes na unidade para tratamento de pessoas infectadas pelo coronavírus, apenas 2 estão sendo ocupados por pacientes com a doença, o que representa ocupação de apenas 5% dos leitos.

No auge da pandemia ainda este ano, a UPA do Belo Horizonte, unidade referência no tratamento de pacientes de Covid-19, chegou a ter 33 pacientes utilizando outros espaços dentro da UPA, além dos 17 leitos instalados nos módulos.

Nas últimas duas semanas, os módulos habitáveis, instalados para atender a demanda de pacientes em tratamento de Covid-19, não registram ocupação.

Números 

De 01 a 11 de agosto deste ano, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Raimundo Benjamim Franco, no bairro Belo Horizonte, em Mossoró, realizou 487 testes para diagnóstico de Covid-19. Os dados levam em conta o teste rápido e o Swab rápido (RT-PCR).

A proporção de positividade é de 1 a cada 10 testes realizados todos os dias no período na unidade. Dos 487 testes realizados, 56 foram positivos.

A UPA do Belo Horizonte é referência em atendimento e tratamento de pacientes com Covid-19 no município.

UPA do Bairro Belo Horizonte tem poucos pacientes Covid-19 – foto: Allan Phablo (SECOM/PMM)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *