19 set 2019

Prefeitura de Mossoró “estranha” mobilização dos Guardas Civis e mostra números de investimentos

O poder executivo mossoroense encaminhou nota na tarde desta quinta-feira, 19/09, depois que a Guarda Civil Municipal de Mossoró manteve a “operação padrão”, paralisando viaturas até próxima quarta-feira, 25 de setembro. VER AQUI. A Prefeitura afirma que “estranha a mobilização”.

Confira nota na íntegra

A Prefeitura estranha a mobilização realizada hoje (19) por parte da Guarda Municipal. Isso porque a Secretaria Municipal de Segurança tem investido em equipamentos e serviços para melhorar as condições de trabalho ofertadas à Guarda Civil Municipal. O valor destinado mensalmente em diárias operacionais é de aproximadamente 250 mil reais, totalizando investimento anual até agora de aproximadamente 1,5 milhão. A gestão também tem efetuado o pagamento dos salários rigorosamente em dia.

O Município investiu cerca de 400 mil reais na aquisição de coletes balísticos, radiocomunicadores, fardamento novo, reforma da sede da Guarda, além de outras melhorias destinadas à atuação dos servidores.
Sobre o porte de arma institucional, a Prefeitura tem conduzido o processo com transparência.

Em 27 de novembro de 2018 foi constituída uma comissão formada por guardas municipais que tinha como objetivo dar providências sobre a medida. A portaria foi renovada em 23 de julho deste ano e todo o trâmite tem sido executado e acompanhado pela categoria.

Em abril de 2019 a Prefeitura encaminhou dois guardas a São Paulo, custeando curso específico de instrução de tiro, determinação da Polícia Federal para continuidade do processo de legalização do porte. A ideia é que os servidores passem pela formação para poder multiplicar o conhecimento adquirido com os outros guardas.

O secretário de Segurança considera desnecessária a movimentação de hoje, tendo em vista que todas as solicitações estão sendo atendidas e acompanhadas pelo sindicato. Sócrates Vieira recebeu representantes da categoria no final da manhã desta quinta.

Ficou definida uma reunião na próxima quarta (25), quando a comissão formada por guardas vai apresentar a documentação e o andamento do trâmite para o porte de armas institucional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *