03 jul 2019

Paralisação de professores não gerou transtornos na UERN

Durante esta quarta-feira, 03/07, uma parte pequena dos professores da UERN aderiu a paralisação pedindo férias de 30 dias para a categoria. Depois de mudanças no calendário acadêmico serão iniciados três semestres neste ano de 2019. Em Mossoró um grupo de docentes se reuniu na reitoria VER AQUI.

Apesar do esforço de mobilização por parte da ADUERN – Associação dos docentes, as aulas tiveram continuidade na maioria das salas de aulas da instituição.

Nos campi de Pau dos Ferros, Caicó e Natal houve parada das atividades para reuniões sobre a temática.

“Aqui na FACEM – Faculdade de Ciências econômicas, não parou”, relatou ao blog o professor Leovigildo Cavalcante a continuidade das aulas normalmente tanto pela manhã, quanto a noite.

“Tá tudo normal no campus central”, atestou Esdras Marchezan, subchefe de gabinete da Reitoria da UERN.

A ADUERN vai continuar em busca do dia diálogo para convencer os conselheiros do CONSEPE – Conselho de ensino, pesquisa e extensão de que aulas em janeiro causam prejuízos aos alunos e professores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *