22 abr 2020

Mais de 30 médicos cobram Prefeitura de Mossoró pagamentos atrasados de 2019; executivo faz nova promessa

Via Portal do Oeste/ Magnos Alves – Diário Político

Os médicos da Neo Clínica SS lançaram nota de clamor, nesta quarta-feira (22/04), devido à mais uma falta de compromisso da Prefeitura de Mossoró, em relação aos pagamentos de plantões e de visitas médicas dos meses de outubro, novembro e dezembro de 2019. A Neo Clínica SS é uma sociedade de pediatras, neonatologistas, intensivistas pediátricos, além de outras subespecialidades que já haviam emitido nota de repúdio em novembro de 2019 relatando problemática semelhante a atual.

Esses serviços foram prestados diariamente e de forma ininterrupta, por força de uma interveção da justiça federal, devido à urgência desses trabalhos para a sociedade. Apesar dos serviços terem sido efetivamente prestados com todo zelo profissional, a Prefeitura de Mossoró não estabeleceu qualquer plano de pagamento, para remunerar os médicos da Neo Clínica SS.

Na nota, os médicos enfatizam que existem vários profissionais afastados atualmente dos seus serviços habituais, devido à situação de pandemia do Covid-19, pois vários médicos adoeceram e outros estão na área de risco da doença. Assim, aumenta a necessidade de pagamento e de resposta da Prefeitura de Mossoró, que ignora essas reclamações.

O fato de vários dos profissionais não estarem conseguindo manter o ritmo habitual de trabalho é um agravante da situação. Além disso, aqueles que estão em atividade se sobrecarregaram e expõe a si e a respectiva família em situação de risco.

Outro lado

A Prefeitura de Mossoró emitiu nota de esclarecimento sobre as dívidas e assume que “vai apresentar proposta para quitar os valores”.

Nota de esclarecimento

A Prefeitura de Mossoró informa que está em fase de negociação com os médicos que prestam serviço por meio da Neoclínica para concluir os pagamentos do contrato anterior. Como o processo foi judicializado, a Prefeitura vai apresentar proposta para quitar os valores.

Sobre o exercício 2020, o Município esclarece que foram pagos os meses de janeiro e fevereiro, estando em processo de pagamento o mês de março, cumprindo os prazos estabelecidos com apresentação de nota de faturamento dos serviços prestados.

A Prefeitura reitera o esforço para cumprir com todos os compromissos firmados, mesmo em um período de redução nas receitas e crise enfrentada nas contas públicas.

Confira a nota dos profissionais da Neo Clínica SS:

“Não queremos ser heróis, queremos respeito”. A Neo Clínica SS, sociedade constituída por médicos pediatras, neonatologistas e intensivistas pediátricos, dentre outras subespecialidades, que atua no atendimento a recémnascidos em sala de parto, UTI Neonatal, Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal, alojamento conjunto, além de UTI Pediátrica, enfermaria pediátrica e pronto-socorro infantil, a favor da população usuária do SUS, no âmbito das instalações do Hospital Maternidade Almeida Castro (HMAC), Hospital Wilson Rosado (HWR) e Hospital Regional Tarcísio de Vasconcelos Maia (HRTM), vem a público cobrar das autoridades competentes a quitação dos débitos referentes a todos os plantões e visitas médicas, executados em caráter ininterrupto, durante todos os dias dos meses de outubro, novembro e dezembro de 2019.

À época estes serviços eram prestados à população, por força de intervenção da justiça federal, recebendo do Município de Mossoró de forma indenizatória, sem existir nenhuma definição para pagamento, que acumulam nesta data em torno de 5 meses de atraso!

Considerando a atual situação de pandemia pelo novo coronavírus, a quitação destes débitos configura não somente uma questão de bom senso, mas também a garantia do mínimo de dignidade para profissionais que seguem trabalhando expostos a tantos riscos a si próprios e a suas famílias, apesar de não terem sequer recebido tal remuneração. Todo aquele que trabalha merece receber o que lhe é de direito.

Há inclusive diversos profissionais que já adoeceram ou que estão afastados por compor grupo de risco para a COVID-19, impossibilitados de trabalhar, dependendo hoje do pagamento dos meses atrasados supracitados para seu sustento. Por outro lado, há grande desestímulo dos profissionais que por ora encontram-se sobrecarregados com a cobertura extra de escalas médicas, apesar de não termos, nós, em nenhum momento, faltado com nosso compromisso com a vida e o cuidado dos nossos pacientes.

Certo de contarmos com o apoio e compreensão da sociedade como um todo, clamamos por respeito e uma resposta das autoridades competentes.

Atenciosamente, Mossoró, 22 de abril de 2020.

DRA. ALESSANDRA FIRMINO DIÓGENES
DR. ALEXANDRE MAGNUS S NOBRE
DRA. ANA KARINA DE SOUSA F LUZ
DRA. ANA MARIA CAVALCANTE LOPES
DRA. ANA PRISCYLA MEIRA DA SILVA
DRA. CATHARINA HELENA G DE HOLANDA
DRA. CINARA DE OLIVEIRA VIEIRA
DRA. CINTYA CIBELY MARTINS MEDEIROS
DRA. DANIELA PEREIRA MAIA THIELKE
DRA. EDVIS SANTOS SOARES SERAFIM
DR. FRANCISCO SIDIONE TEIXEIRA DE SOUZA
DRA. GILVANDA PEIXOTO COSTA
DRA. GISÉLIA FERREIRA DE MORAIS
DR. GLEDSON EMANUEL DE O CAVALCANTE
DRA. ILANA FERNANDES F URSULINO
DRA. JACQUELINE FREITAS MAMEDE BORGES
DR. JOSÉ HERIBERTO ALVES BEZERRA
DRA. LAURA JANNE LIMA ARAGÃO
DR. LUIZ GONZAGA DA SILVA GUERRA
DRA. MARIANA VERAS DINIZ MAIA
DRA. MARINA ARAÚJO DUARTE
DRA. MARINA TARGINO BEZERRA ALVES
DR. MAXWELL DE OLIVEIRA SOUZA
DRA. NICOLY SUELLY S ALMEIDA ACIOLY
DR. PAULO ALFREDO SIMONETTI GOMES
DR. PAULO DIOGO DE OLIVEIRA FERREIRA
DRA. RAPHAELLA CAVALCANTE ALVES
DRA. REGINA CELIA FERNANDES R CAMPELO
DRA. ROBERTA MARTINS FONSECA
DRA. ROSA MARIA ALVES SEMENTE
DRA. VITÓRIA RÉGIA PEREIRA ALBUQUERQUE
DR. WATSON PEIXOTO COSTA

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *