10 dez 2019

Com mobilização de Policiais Penais, voluntários da UERN garantem aplicação do Enem PPL em Mossoró

A paralisação dos policiais penais do Rio Grande do Norte poderá prejudicar a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL) em algumas unidades prisionais do estado, que está agendado para ocorrer nesta terça-feira, 10/12, e na quarta-feira, 11/12. O serviço dos policiais durante o exame é voluntário.

De acordo com a presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do RN (Sindasp), Vilma Batista, devido a paralisação, denominada “Segurança Acima de Tudo”, em que os policiais penais estão com o funcionamento apenas dos serviços básicos nos presídios, os agentes não irão auxiliar na execução das provas.  Salários atrasados e condições de trabalho também são cobranças da categoria.

Em Mossoró haverá sim aplicação do Enem PPL na penitenciária agrícola Dr. Márcio Negócio. Quem garante é o professor Jefferson Garrido, um dos idealizadores do cursinho CIDADANIA da UERN. Em contato com nosso Diário Político foi confirmada a informação: “Em virtude da paralisação do policiamento penal, antigos agentes penitenciários, e com a possibilidade de ser cancelado o ENEM para os apenados, nós do Cursinho CIDADANIA da UERN nos apresentamos de forma voluntária  para aplicar as provas. O sonho vai continuar e nós iremos para a Penitenciária Mário Negócio”, afirmou professor Jefferson.

Foram quatro aulas por dia durante três sextas-feiras e três sábados para três turmas, sendo duas masculinas (65 alunos) e uma feminina com 10 alunas, totalizando 75 candidatos ao exame.

Ao todo são 10 membros da coordenação do Cursinho junto com alguns policiais penais que mesmo diante da paralisação vão contribuir para a realização das provas.

Cursinho CIDADANIA é uma iniciativa de professores e estudantes voluntários da UERN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *