15 maio 2019

Centenas de pessoas em Mossoró participam de mobilização a favor da educação; Bolsonaro chama manifestantes de “uns imbecis”

Contra a afirmação do Governo Federal de retirar mais de 30% de recursos para Universidades Federais e Institutos Federais, centenas de pessoas se concentraram na UFERSA na manhã desta quarta-feira, 15/05, numa mobilização em defesa da educação pública, gratuita e de qualidade para todos. Trabalhadores de instituições de ensino Federais, Estaduais e Municipais participaram do ato que foi realizado em dezenas de cidades Brasil a fora.

Uma estimativa dos sindicatos é de que participaram deste dia cerca de cinco mil pessoas.

Concentração do ato público – Foto: Diário Político

Políticos, trabalhadores de diferentes categorias, além de representantes da dez centrais sindicais se uniram neste dia nacional de paralisação. “Essa união é necessária para que o Governo Feder entenda que os cortes nas instituições poderá prejudicar a todos”, disse Francimar Honorato membro do SINTEST/UFERSA.

Confira vídeo da caminhada que passou pela BR110 e desceu pela avenida Presidente Dutra clicando AQUI.

Caminhada pela BR 110 – Foto: Renato Gomes/ @lente_em_foco

Vários discursos foram proferidos na concentração. Lênin Tierra do SINDISPREVS afirmou que vai Governo Bolsonaro entra em contradição ao cortar verbas para educação: “Justificam crise ou falta de recursos, mas vão repassar 40 milhões individualmente em emendas parlamentares para aos congressista para que votem a favor da reforma da previdência”.

Os estudantes participaram em peso. De acordo com Vinícius Pereira, presidente do DCE – Diretório Central dos Estudantes /UFERSA, vários encontros foram realizados entre a classe estudantil para repassar informações dos prejuízos causados pelo corte de verbas da educação, “Nossas conversas foram aconteceram nos campi da UFERSA e nessas quatro cidades tivemos apoio de estudantes e professores”, garantiu Vinícius.

Pesquisas foram apresentadas – Foto: Diário Político

Criticando a fala do presidente Bolsonaro de que as Universidade não produzem pesquisas, banners foram apresentados provando que diversos estudos são realizados nas instituições de ensino superior do País. Matriculado no curso de agronomia, Vinícius Lima disse: “Isso não é balbúrdia, a gente faz pesquisa sim e se não houver recursos, nossa Universidade estará com o funcionamento comprometido”.

Fala de Bolsonaro

Via G1

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (15/05) em Dallas, no estado norte-americano do Texas, que não gostaria de contingenciar verbas, em especial da educação, mas que o bloqueio é necessário e que os manifestantes que protestam contra isso no Brasil “uns idiotas úteis, uns imbecis” (veja no vídeo acima).

“É natural, é natural. Agora… a maioria ali é militante. É militante. Não tem nada na cabeça. Se perguntar 7 x 8 não sabe. Se perguntar a fórmula da água, não sabe. Não sabe nada. São uns idiotas úteis, uns imbecis que estão sendo utilizados como massa de manobra de uma minoria espertalhona que compõe o núcleo de muitas universidades federais do Brasil”, afirmou Bolsonaro.

O presidente chegou na manhã desta quarta a Dallas, onde estão previstos um evento em que Bolsonaro receberá uma homenagem e um encontro com o ex-presidente dos Estados Unidos George W. Bush.

Assim que chegou, Bolsonaro se dirigiu ao hotel. Na porta, ele foi questionado por jornalistas sobre os protestos contra bloqueios na educação que ocorrem em quase todo o Brasil nesta quarta.

Confira mais fotos do ato em Mossoró:

Fotos: Maitê Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *