05 ago 2021

Agrícola Famosa de Mossoró, maior exportadora de frutas do país, cria empresa no Reino Unido

Por Fernanda Pressinott/ Valor

A Agrícola Famosa com sede em Mossoró/RN, e plantações entre o Rio Grande do Norte e Ceará, maior exportadora de frutas do Brasil, criou uma nova empresa no Reino Unido, a Melon&Co, para melhorar o atendimento de um mercado que já responde por 35% do volume de seus embarques — que, por sua vez, representam 70% de um faturamento que alcançou R$ 720 milhões em 2020 e deverá aumentar para R$ 850 milhões este ano.

Neste primeiro momento, a Melon&Co já passa a deter entre 65% e 70% do “market share” de melão e melancia no Reino Unido, com vendas diretas a supermercados e a outros pontos de venda que antes eram abastecidos pela Fesa UK. “Já vendíamos diretamente para algumas redes, mas metade do fornecimento passava por essa empresa parceira”, afirmou Carlo Porro, CEO da Famosa, ao Valor.

O time escolhido para comandar a Melon&Co, incluindo o CEO Justin Szymborski, foi formado com executivos e funcionários da Fesa UK, com quem a Famosa tinha relações comerciais há 25 anos

Vendas 12 meses por ano

A meta da nova empresa da Famosa é atender o mercado inglês, que hoje recebe 3,3 mil contêineres de frutas por safra, durante os 12 meses do ano. Para isso, a Melon&Co está fechando parcerias com produtores da América Central e da Espanha. Isso porque a safra brasileira vai de agosto a março, a da América Central é entre fevereiro e maio e a espanhola, de junho a agosto. “O mercado britânico de frutas é o melhor da Europa, pela exigência de qualidade, programação, volumes e preço. Por isso, vamos começar nosso processo de internacionalização por lá”, disse Porro.

Pelo plano de negócios estabelecido, o Reino Unido vai gerar um faturamento de 50 milhões de libras (R$ 364 milhões) em dois anos, sendo que metade virá do comércio de melão e melancia do Brasil. Outras 10 milhões de libras (R$ 72,8 milhões) virão das vendas de manga, fruta que será incluída na lista da Melon&Co.

Expansão global

Em março, a espanhola Citri&Co, maior produtora de frutas cítricas da Europa, comprou uma participação minoritária na Famosa, cuja sede é no Ceará, justamente para começar um processo de expansão global. A Citri&Co, que nasceu em 2017 a partir da integração das operações da Empresas Martinavarro e da Río Tinto, fatura cerca de 500 milhões de euros por ano.

Quando esse negócio foi anunciado, Porro adiantou ao Valor que queria ter frutas para atender o mercado europeu 12 meses por ano, objetivo que começou a sair do papel. A Famosa também quer ampliar seu portfólio e explorar melhor fronteiras recém conquistadas, como EUA e China.

Para os EUA, cujo mercado foi aberto para o Brasil em 2019, foram enviados 200 contêineres de frutas no ano passado. A expectativa é chegar a até 500 contêineres na safra que começa este mês. A China também começará a receber frutas nesta nova temporada.

Clima favorável

Segundo Porro, as perspectivas de produção são muito boas, porque a estiagem, que afeta todo o país, melhora a produtividade de melão e melancia. No ciclo passado, foram produzidas 200 mil toneladas dessas frutas, em uma área de cultivo de 10 mil hectares.

No total, a Famosa tem 30 mil hectares sob gestão. O único “porém” da expansão prevista pelo executivo são os custos de transporte. Com a escassez de contêineres e os altos preços do frete internacional, houve alta de 20% a 25% para as rotas gerais e de até 80% para os EUA. “Esse é mais um motivo para vendermos diretamente ao cliente. Intermediários elevam as despesas para nós e para os consumidores”, conclui Porro.

Com a Melon&Co, empresa reduz custos e prevê ampliar mercado para seus
melões e melancias; portfolio será ampliado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *